Turismo em Havana cresce depois da aproximação entre Cuba e Estados Unidos

Câmbio de Moedas Dólar Câmbio Turismo Euro Câmbio Turismo Turismo Viagens e Turismo

Governo de Cuba pretende investir fortemente em turismo e recuperar pousadas históricas de Havana que fizeram sucesso na década de 1990.

O Aeroporto Internacional de Havana, o mais importante de Cuba, recepcionou 3, 3 milhões de turistas no primeiro semestre de 2017. O número corresponde a um crescimento de 27,4% em relação ao ano anterior. Especialistas do segmento turístico em Cuba afirmam que esse novo “recorde” colocou o aeroporto de Havana entre os que tiveram maior número de passageiros em comparação a outros aeroportos globais.

É consenso que Cuba tem experimentado um “boom” turístico que começou em 2016, quando a pequena ilha presenciou 4 milhões de estrangeiros pela primeira vez em toda a sua história. Esse aumento repentino de visitantes deve-se principalmente ao estreitamento das relações com os Estados Unidos, concretizado no fim de 2015 com a abertura das embaixadas e o restabelecimento dos vôos comerciais entre ambos os países.

Para 2017, a expectativa do Ministério Cubano do Turismo (Mintur) é receber 4, 2 milhões de viajantes internacionais. Até o momento, a ilha acolheu 2,5 milhões de turistas, sendo que a maior parte tinha como destino a cidade de Havana, considerada o principal polo turístico de Cuba.

hospedagem em cuba hoteis cuba

Hospedagem em Havana: hotéis, casas de família e pousadas históricas

Hospedar-se em Cuba nem sempre foi algo simples. Isso porque, diferente da maior parte dos destinos turísticos, não é fácil fazer uma reserva num hotel em Cuba. Para mudar essa realidade e desenvolver ainda mais o turismo, o país está investindo em hotéis de luxo de olho nos turistas norte-americanos. Nesse sentido, um dos principais hotéis de luxo da capital cubana é recentemente restaurado o Gran Hotel Manzana Kempinski La Habana, com 246 quartos com estilo europeu.

Mas para o turista que não exige tanta sofisticação, Havana tem outras opções, entre elas, as casas particulares com um ambiente mais intimista e pessoal e que normalmente são utilizadas por viajantes desacompanhados. Na capital cubana, muitas casas oferecem hospedagem. Todas são inspecionadas pelo governo, o que garante padrões mínimos de qualidade.

Outra alternativa que é um meio termo entre os hotéis de luxo e as casas particulares é as pousadas históricas. Famosas na década de 1990, as pousadas de Havana voltaram a figurar no plano de desenvolvimento do governo cubano. Agora, a iniciativa pública pretende recuperar a posse das belas construções privatizadas e restaurá-las para atrair ainda mais turistas. “Sem dúvidas será algo muito rentável e trará um grande impacto social,” opinou Alfonso Muñoz Chang, diretor da Companhia Provincial de Alojamento de Havana.

Salsa, praias paradisíacas e gastronomia marcante em Cuba

Para os brasileiros que pretendem conhecer as belezas de Cuba, a boa notícia é que existe um maravilhoso “mundo” dentro e fora de Havana.

A começar pelas praias, Cuba é dona de um dos litorais mais belos da América Central, já que se encontra emoldurada pelo mar do Caribe. A originalidade da salsa é outro atrativo que encanta a maior parte dos turistas junto à marcante gastronomia do país. Em Havana, é possível contemplar uma vasta riqueza arquitetônica e curtir a vida noturna em clubes de bailados, além de degustar a culinária típica em restaurantes tradicionais.

Nos arredores da capital, estão as estonteantes praias de Varadero. E para quem prefere passeios mais culturais, Cuba reserva a charmosa cidade de Trinidad, repleta de museus coloniais, artesanatos, casas históricas e tabernas.

praias em cuba

Cuba tem duas moedas: o CUP e o CUC, o peso conversível

Atualmente, Cuba possui duas moedas oficiais: o peso cubano, também conhecido como “moneda nacional” e o peso conversível, definido popularmente pela sigla “CUC”.

O CUC é uma moeda de forte valor que possui paridade com o dólar americano e circula em vários setores comerciais, incluindo o de turismo. Por exemplo, os valores de diárias em pousadas, hotéis, ingressos para museus, conta de restaurante e corrida de táxi são sempre calculados em CUC.

Cotação do CUP, o peso cubano

Já o peso cubano, de sigla CUP, é a moeda utilizada para pagamento de salários e contas da população cubana. A cotação do CUP vale bem menos que o CUC e hoje está em U$ 0,04. Isso mesmo: 1 CUP vale 4 centavos de dólar. No decorrer da viagem, muitos turistas se deparam com preços calculados em CUP como em barracas de comida de rua, por exemplo. Nesses casos, basta pedir ao vendedor para converter a moeda para o CUC e finalizar a compra normalmente.

Como fazer câmbio entre real e CUC?

Infelizmente, as casas de câmbio brasileiras não oferecem a moeda cubana para conversão. Estando em Cuba, também não é possível fazer o câmbio entre real e CUC, pois o país não aceita nossa moeda.

A melhor solução é comprar euro ou dólar canadense e, chegando à Cuba, procurar uma casa de câmbio para fazer a troca pelo CUC. De modo geral, o euro tem uma excelente cotação no país, assim como o dólar canadense, que pode ser a opção mais lucrativa em relação ao real.

Antes de comprar euro ou dólar canadense para viajar para Cuba com tranquilidade, consulte as melhores cotações no Cambiar. Além do melhor câmbio você compra a moeda que for sem sair de casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *