Libra ou Euro: no final das contas, qual é a moeda mais cara do mundo?

Close de notas de dólar, euro, iene japonês, renminbi chinês e libra esterlina, introduzindo a questão de qual é a moeda mais cara do mundo.

Veja quem é a líder de preço entre essas duas moedas europeias!

A libra e o euro são duas moedas usadas em território europeu: a primeira, apelido da libra esterlina, é a oficial do Reino Unido, enquanto a segunda é usada na Zona do Euro, mas qual vale mais? Alguma delas é a moeda mais cara do mundo?

Essas são dúvidas bem comuns quando se fala sobre ambas, já que seu valor é reconhecidamente alto e costuma estar próximo, o que pode suscitar dúvidas quanto à taxa de câmbio.

Descubra qual das duas vale mais, se sempre foi assim historicamente e quais moedas são as mais valiosas do mundo.

Libra ou euro: qual é a mais cara?

Notas de diferentes valores de libra esterlina espalhadas em uma mesa, entrando na questão de qual é a moeda mais cara entre a libra e o euro.

A libra. Ainda que o valor do euro seja bem próximo atualmente, a moeda oficial do Reino Unido é mais valiosa e sempre foi, desde o lançamento do euro, em 1999.

O portal Statista compilou a cotação do euro para a libra, de 1999 a 2018, com dados do Banco Central Europeu. Os valores foram os seguintes:

  • 1999: 0,66
  • 2000: 0,61
  • 2001: 0,62
  • 2002: 0,63
  • 2003: 0,69
  • 2004: 0,68
  • 2005: 0,68
  • 2006: 0,68
  • 2007: 0,68
  • 2008: 0,80
  • 2009: 0,89
  • 2010: 0,86
  • 2011: 0,87
  • 2012: 0,81
  • 2013: 0,85
  • 2014: 0,81
  • 2015: 0,73
  • 2016: 0,82
  • 2017: 0,88
  • 2018: 0,88

A menor cotação ocorreu no ano 2000 (0,61), enquanto a maior foi em 2009 (0,89), mas o euro nunca chegou a ultrapassar o valor da libra esterlina.

O valor de ambas moedas é bem maior que do real. Em 13/01/2019, um euro valia R$ 4,26, enquanto uma libra esterlina valia R$ 4,78.

Onde a libra esterlina e o euro são usados?

Dúvidas a respeito de qual moeda levar para a Europa são bem comuns, e embora o euro seja utilizado em mais países, há outros em que ele não é a moeda oficial. Tais moedas são usadas nos seguintes países e territórios:

Libra esterlina

Moeda oficial do Reino Unido, que compreende quatro países: Escócia, Inglaterra, Irlanda do Norte e País de Gales. Porém, embora sejam os mais conhecidos, não é apenas aí que ela é usada.

As Dependências da Coroa Britânica também adotam a libra. Compostos pelas Ilhas do Canal (divididas entre os Bailiados de Jersey e Guernsey) e pela Ilha de Man, as quais não estão na União Europeia, a moeda possui uma peculiaridade em tais dependências.

Existem as libras de Jersey (Jersey Pound), de Guernsey (Guernsey Pound) e da Ilha de Man (Manx Pound), moedas cujo design é bem parecido com a da libra esterlina, embora traga o nome das respectivas ilhas ao invés da tradicional frase “Bank of England”.

Tanto isso é verdade que o ISO 4217, padrão internacional que define códigos de três letras para as moedas (como BRL para o real, USD para o dólar americano e EUR para o euro) não possui um código separado para tais moedas.

Porém, ainda assim, para diferenciação nos países em que tais notas são usadas, os códigos não-oficiais são GGP para a libra de Guernsey, JEP para a libra de Jersey e IMP para a libra da Ilha de Man. O valor de todas elas é exatamente igual ao da libra esterlina.

Nos Territórios Britânicos Ultramarinos, que correspondem aos 14 territórios cuja jurisdição e soberania pertence ao Reino Unido, a libra esterlina também pode ser utilizada.

Euro

É a moeda oficial da chamada Zona do Euro, constituída por Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, República da Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos e Portugal.

É comum pensar que o euro é usado em toda a União Europeia, mas isso não é verdade. Bulgária, Croácia, Dinamarca, Hungria, Polônia, Romênia, República Checa e Suécia não o adotaram como a moeda oficial.

Além disso, Bulgária, Croácia, Hungria, República Checa, Romênia e Polônia passarão a fazer parte da União Europeia, ainda que não tenha sido definida uma data. Quando isso acontecer, o euro passará a ser sua moeda oficial.

Veja também: Como funciona uma casa de câmbio? Escolha uma empresa confiável

O que determina o preço de uma moeda?

A mesma relação que determina o preço de qualquer outra coisa no mundo: oferta e pela demanda. É isso o que resulta na moeda mais cara do mundo, bem como naquela de menor valor.

A maioria dos países adota o sistema de câmbio flutuante, ou seja, o valor de suas moedas não está especificamente atrelado a nada. Logo, em linhas práticas, seu valor aumenta de acordo com a demanda que os outros países apresentam por ela.

Euros, libras esterlinas e dólares americanos, por exemplo, são moedas muito utilizadas em todo o mundo para relações comerciais e governamentais, o que faz com que seu valor seja alto.

Isso ajuda a explicar porque as moedas de países pobres tendem a ter taxas de câmbio mais baixas, já que praticamente nenhuma das outras nações precisa delas para trocas e transações comerciais, o que quase limita sua demanda ao mercado interno.

Já outros países adotam o sistema de câmbio fixo, ou seja, seus governos definem que o valor da moeda local sempre será proporcional ao de outra moeda de referência. O Brasil era assim até 1999: o valor do real era fixado de acordo com o do dólar americano.

Bósnia e Herzegovina, Brunei, Bulgária, Dinamarca e Hong Kong são alguns exemplos de países que adotam o câmbio fixo até os dias de hoje.

Confira: 7 dicas de viagem para evitar imprevistos financeiros!

Qual é a moeda mais cara do mundo?

Notas de dinar kuwaitiano, que é a moeda mais cara do mundo.

Depois de tantos esclarecimentos, ainda resta a dúvida de qual é a moeda mais cara do mundo, e a resposta deve pegar muita gente de surpresa: é o dinar kuwaitiano, que mesmo com pequena circulação mundial, vale mais de US$ 3!

Na cotação do dia 15/01/2019, tomando como referência o dólar americano, as moedas mais caras, com seus códigos de acordo com o padrão internacional ISO 4217 e os principais países e territórios em que são usados, são as seguintes:

  1. Dinar kuwaitiano (KWD, Kuwait): 3,30
  2. Dinar bareinita (BHD, Bahrein): 2,65 *
  3. Rial omanense (OMR, Omã): 2,60 *
  4. Dinar jordano (JOD, Jordânia): 1,41 *
  5. Libra esterlina (GBP, Reino Unido, Dependências da Coroa Britânica e Territórios Britânicos Ultramarinos): 1,28
  6. Dólar das Ilhas Cayman (KYD, Ilhas Cayman): 1,20 *
  7. Euro (EUR, Zona do Euro): 1,15
  8. Franco suíço (CHF, Suíça e Liechtenstein): 1,01
  9. Dólar americano (USD, Estados Unidos da América): 1,00
  10. Dólar canadense (CAD, Canadá): 0,76

Os valores das moedas que estão acompanhados por um asterisco são atrelados ao valor do dólar americano, o que ressalta sua importância para o mercado financeiro mundial.

Depois de aprender qual a moeda mais cara do mundo e o que está envolvido nessa definição, é possível entender melhor porque existe tanta variação na hora de comprar dólar e porque o mercado financeiro é tão movimentado e rico em detalhes!

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *