7 dicas de viagem para evitar imprevistos financeiros!

Cofre de porquinho sobre uma calculadora, com algumas moedas ao lado, simbolizando as dicas de viagem.

Confira boas dicas para diminuir as chances de problemas financeiros durante a sua viagem

As viagens são ocasiões esperadas por meses, semanas ou até mesmo anos. Devido a tanta expectativa, pode ser que alguns detalhes passem despercebidos, o que reforça a importância das dicas de viagem para as finanças.

Problemas financeiros são indesejados no cotidiano, já que demandam a tomada de decisões impactantes e que podem prejudicar outros planos, e o mesmo se aplica às viagens, que é aquele momento em que você deseja descansar e relaxar.

Veja quais são as melhores dicas para fazer com que os imprevistos financeiros passem bem longe da sua viagem e, assim, aproveite-a da maneira que você merece!

Dicas de viagem para evitar surpresas financeiras indesejadas

Separe o tempo que for necessário para se organizar e colocar essas sugestões em prática. Afinal de contas, vale mais a pena perder algumas horas antes da viagem do que quando estiver nela, onde cada minuto foi tão esperado!

1 – Use dinheiro em espécie sempre que possível

Os cartões de crédito internacionais são essenciais nesse tipo de viagem, já que te trazem mais comodidade e segurança, mas isso não quer dizer que eles tenham que ser usados para todas as transações, o que pode resultar em um custo extra considerável.

A compra de moeda estrangeira tem cobrança de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) de 0,38%, enquanto os cartões de crédito e pré-pagos resultam na cobrança de 6,38% de IOF, diferença importante para as suas viagens.

Se você planeja comprar um celular fora do país e ele custa US$ 850, a compra desta quantia em espécie resultará em US$ 3,23 de IOF, valor que sobe para US$ 54,23 nos cartões, diferença de US$ 51 ou R$ 199,41 na cotação de 18/12/2018.

Com a diferença, já é possível se alimentar, comprar acessórios para o celular ou mesmo guardar para outras finalidades. Por isso, entre as dicas de viagem, o bom e velho dinheiro em espécie é essencial.

2 – Ainda assim, cartões de crédito e pré-pagos não devem ser descartados

Mulher guardando o cartão de crédito para viagens em uma carteira.

Há ocasiões em que o dinheiro em espécie é melhor, graças à diferença na cobrança de IOF, mas ter um cartão pré-pago ou de crédito também tem as suas vantagens.

A praticidade é uma delas, já que você pode efetuar os pagamentos rapidamente e acompanhar os gastos no aplicativo do cartão, além da segurança de não precisar levar tanto dinheiro em espécie.

Alguns serviços, como hotéis e locação de veículos, exigem um cartão de crédito internacional como garantia, ainda que eles já tenham sido integralmente pagos. Por isso, os cartões de plástico merecem um lugar na sua carteira e na lista de dicas de viagem sobre finanças.

3 – Procure as melhores taxas de câmbio

Cada casa de câmbio cobra um valor diferente para vender moedas estrangeiras, o que pode ter uma diferença significativa no seu orçamento. Por isso, pesquisar antes de comprar é determinante.

Ainda que a diferença não seja tão grande assim, qualquer economia é válida e pode te garantir um almoço, jantar ou presente praticamente de graça quando estiver fora do país.

Uma das dicas de viagem mais importantes nesse tópico é evitar trocar o dinheiro em aeroportos, onde o preço das moedas costuma ser bem maior do que nos outros estabelecimentos, além da possível cobrança de taxas adicionais.

Planeje a compra das moedas estrangeiras com antecedência, pesquise com cuidado e garanta a melhor cotação possível.

4 – Cuidado com as gorjetas

Moça com roupas de frio mexendo em sua carteira.

Mesmo com as dicas para conseguir evitar taxas e cotações desfavoráveis, existe outra ocasião que pode resultar em gastos desnecessários: o pagamento de gorjetas altas, geralmente presentes em bares, restaurantes, lanchonetes e táxis.

Em restaurantes estrangeiros, a conta pode vir já com a cobrança de gorjeta inclusa, o que deve ser analisado com atenção para não resultar em pagamentos adicionais. Também é comum que o valor seja arredondado para cima ou que a gorjeta seja de 5% do total.

Isso não quer dizer que você tenha que se abster de dar gorjetas se achar que elas são válidas, mas tome cuidado para que isso não se torne um problema para o seu orçamento.

5 – Seja moderado na alimentação em restaurantes

A culinária é um dos pontos mais interessantes das viagens internacionais, já que é possível comer pratos que não estão disponíveis onde você mora, mas é importante prestar atenção para evitar gastar além da conta.

A menos que sua viagem tenha sido planejada com isso em mente, fazer todas as refeições em restaurantes renomados terá um impacto sério em seu orçamento. Por isso, uma das melhores dicas de viagem é variar o cardápio.

É claro que você pode ir aos restaurantes famosos e caros, mas mescle-os com opções acessíveis, como fast foods, vendedores de rua e lanchonetes simples, onde a comida também é saborosa e o preço é menos salgado.

6 – Utilize transporte público e opções acessíveis de transporte privado

Se não for estritamente necessário alugar um veículo durante toda a sua viagem, você poderá economizar uma quantia considerável ao optar por outras formas de transporte.

Trens, metrôs, ônibus, balsas e outras opções estão à sua disposição para serem utilizados onde você estiver, e sua escolha faz valer a pena no bolso. Pode ser que o trajeto seja um pouco mais demorado, mas essa é uma oportunidade e tanto de conhecer melhor aquele lugar.

Quando o transporte público não for uma boa opção para determinado passeio, o transporte particular por aplicativos costuma ser mais barato que os serviços de táxi, por exemplo. Pesquise o trajeto na internet e veja qual opção cabe no seu bolso para sobrar dinheiro para o restante das atividades.

7 – Guarde dinheiro antes de viajar

Por último, mas não menos importante, é aconselhável guardar um bom dinheiro antes de viajar para que possa curtir o passeio com tranquilidade, conforto e comodidade, além de poder comprar alguns presentes para você, os amigos e a família.

Estabeleça a viagem como um objetivo financeiro e guarde quanto puder por mês. Se for o caso, procure um emprego adicional ou ofereça seus serviços como freelancer para ter uma renda extra importante para o orçamento.

Viajar é uma oportunidade incrível, mas além de seguir as dicas de viagem, é importante voltar para casa sem ter dívidas, as quais podem prejudicar sua vida financeira.

Faça sua viagem com as finanças em dia!

Chapéu de praia com um óculos escuro e um passaporte com dinheiro dentro, com um avião de plástico ao fundo, tudo isso sobre um mapa mundi, simbolizando uma viagem com as finanças em dia.

Depois de um planejamento tão minucioso e da expectativa que existe para esse momento, é ideal seguir bons conselhos e sugestões para evitar problemas e descontroles financeiros que podem prejudicar a experiência da viagem.

Desde a pesquisa pelas melhores taxas de câmbio para comprar dólar, euro, libra ou a moeda local até o uso de dinheiro em espécie e a economia com alimentação e transporte, ponha essas dicas de viagem e mantenha as finanças controladas!

Leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *