Queda do dólar impulsiona viagens ao exterior e compra de moedas estrangeiras

Rate this post

A boa cotação do câmbio faz aumentar o número de turistas rumo ao exterior. O momento é ótimo para começar a comprar a moeda que você vai levar em sua próxima viagem.

Passado um longo período de instabilidade financeira, finalmente os brasileiros encontraram um motivo para comemorar. Para quem tem planos de fazer uma viagem internacional, o momento é ideal para a compra de moedas estrangeiras.

De olho nas perspectivas positivas de 2017, os brasileiros têm voltado a viajar para fora do país: somente em fevereiro, os gastos dos turistas com viagens internacionais aumentaram 62%.  E as boas novas seguem acompanhando as páginas do calendário. Segundo um levantamento mensal divulgado pelo Banco Central, apenas no primeiro trimestre de 2017 os brasileiros já gastaram 50,37% a mais do que no mesmo período do ano passado.

Em março de 2017, a despesa cambial do turismo cresceu 18,5%, em comparação com 2016. A projeção do crescimento do PIB do Turismo é de 0,5% neste ano, 0,2% a mais que os 0,3% previstos para o PIB geral (segundo a Fundação Getúlio Vargas). Para especialistas, a tendência é que o PIB do turismo tenha um crescimento anual de 2,4% até 2020.

Orçamento dos brasileiros contempla mudanças e saque do FGTS

Há ainda outro motivo que vem facilitando a compra de dólar, além da boa cotação.  Receosos com a possibilidade de ocorrerem mudanças no cenário econômico por causa do julgamento da chapa eleitoral Dilma-Temer que deve ocorrer em  breve, e com isso o Real perder valor, os brasileiros têm aproveitado para adquirir a moeda norte-americana com bom preço visando uma viagem futura para fora do País.

Passageiro ou não, o momento pode inclusive acentuar a demanda reprimida dos últimos meses, já que a crise econômica no País afetou também as viagens dos brasileiros no ano passado.  Ou seja: todos que adiaram suas viagens em 2016 estão se beneficiando da melhora do cenário econômico para retomar seu plano de viagem para o exterior.

Outra razão para o aumento das viagens internacionais pode ser explicada pelos saques das contas inativas do Fundo de Garantia ao Tempo de Serviço (FGTS). Liberado pelo governo federal a partir de março, o acesso ao dinheiro segue um calendário que contempla a sequência da data de nascimento dos contribuintes. Dessa forma, os saques do FGTS estão fomentando também o mercado de câmbio nacional.

desvalorização do real

Ao contrário de outras moedas. o Real ganhou força este ano. Para Leonardo Abrão Filho, fundador do site Cambiar, “não só quem tem viagem marcada para o exterior, mas precisa pagar alguma despesa em moeda americana tem uma boa oportunidade de economizar”.

Após o sufoco, o mercado sinaliza um excelente momento para as transações cambiais.

Para Mauro Calil, fundador da Academia do Dinheiro, a hora de comprar a moeda americana é agora: “Compre o máximo que puder, pois assim você consegue otimizar a viagem e tem um desconto bom”.

Mesmo aqueles que não estão de férias marcadas devem aproveitar o embalo para realizar suas compras de moedas estrangeiras com antecedência. Afinal, a espera pelo ‘momento certo’ pode passar e, consequentemente, trazer consigo também a alta do dólar. Mesmo que a tendência do mercado seja que isso não ocorra, é sempre bom garantir as melhores condições de economizar em sua próxima viagem.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *