viajar para europa

Com dólar e euro valendo quase o mesmo, Europa passa a ser um destino mais atrativo para o turismo

Câmbio de Moedas Dólar Câmbio Turismo Euro Câmbio Turismo Libra Câmbio Turismo Turismo Viagens e Turismo

Nos últimos dez anos, nunca a cotação do dólar e do euro foi tão próxima. Com isso, em termos financeiros, turistas que planejam viajar para o exterior já não veem mais tanta diferença entre ir para os Estados Unidos ou Europa.

Quem viu a crise dos Estados Unidos em 2008 e a desvalorização do dolar não imaginava que apenas em nove anos, a moeda estaria com cotação semelhante ao euro. Muito por conta da economia europeia, que sofre com problemas de imigração, envelhecimento da população e fragilidade política, viajar para a Europa deixou de ser visto como um programa  luxuoso e caro para ser uma opção economicamente mais viável para os turistas brasileiros.

De 2008 para cá, o euro perdeu mais de 30% do seu valor se comparado ao dólar. Na época, um euro chegava a custar US$ 1,57. Agora, o valor está próximo de US$ 1,06. Uma das razões é o enfraquecimento político da União Europeia, que perdeu força recentemente com a saída da Grã-Bretanha (Brexit), e a instabilidade governamental em quatro países importantes para o bloco: França, Alemanha, Itália e Holanda. Nessas nações, o problema é que partidos nacionalistas vêm ganhando força e cada vez mais colocam em risco a existência do grande bloco político-econômico que rege o Velho Continente desde o fim da última guerra mundial.

Impactos no turismo

Desde que se elegeu presidente dos Estados Unidos, Donald Trump tomou diversas decisões impopulares que diminuem a força do setor turístico. Além dos pedidos de visto de brasileiros para visitar o país terem caído 45% no começo deste ano, estima-se que no último trimestre a riqueza vinda do turismo diminuiu 3,3% no país do Tio Sam. Ainda segundo a empresa de consultoria Tourism Economics, a postura atual da política norte-americana pode afastar 6,3 milhões de potenciais turistas – número que representaria uma perda de US$ 30 bilhões a cada ano.

Somando essa situação com a valorização do real e a desvalorização do euro, programar uma viagem para o exterior se tornou uma opção bem mais viável para o brasileiro. Enquanto os Estados Unidos tomam atitudes que afastam o turista, na Europa, países como a França já estão apostando em investimentos no setor comercial para atrair mais clientes e voltar a ser considerado um dos principais destinos de compras no mundo.

viajar para a europa

Além disso, a proximidade entre grandes capitais e cidades culturais na Europa é um fator a se levar em consideração. Apesar dos Estados Unidos terem cidades turísticas muito atrativas, a quantidade de lugares históricos e culturas diferentes e a facilidade de locomoção entre as cidades são pontos positivos para o continente europeu.

Afinal, para onde ir?

Dada a instabilidade política dos EUA e a desvalorização do dólar, a Europa é o destino certo para quem economizou para uma viagem internacional. As passagens aéreas e reservas de hotéis estão com preços mais em conta justamente visando atrair mais turistas e programação é o que não falta em seus diversos países. A tendência, segundo especialistas, é que a moeda europeia volte a se valorizar em um futuro próximo, então a chance de conhecer o Velho Continente por um preço relativamente barato é agora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *